Equipamentos para facilitar as tarefas de casa são cada vez mais comuns atualmente. Com uma rotina dividida entre estudos, trabalho e família, conseguir fazer tudo o que planeja na cozinha nem sempre é possível.

Por isso, aqueles que gostam de cozinhar e preparar pratos especiais podem contar com equipamentos como Mixer, liquidificador ou processador de alimentos. No entanto, na hora da compra nem sempre é possível adquirir todos.

Sendo assim, a dúvida que surge na maior parte das vezes é: mixer, liquidificador ou processador: qual o melhor? Apesar de estes três itens serem parecidos e executarem funções semelhantes, cada um é indicado para um momento e objetivo diferente no dia-a-dia.

Além disso, a questão de preços, custo benefício e a quantidade de vezes que você irá utilizar o equipamento são fatores determinantes na escolha do melhor produto. Por isso, ao longo deste artigo iremos falar melhor sobre as funções, qualidades e características do mixer, liquidificador e processador, buscando te ajudar nessa escolha.

Portanto, siga acompanhando este artigo e fique por dentro de qual é a melhor escolha para a sua cozinha.

Veja mais: Tipos de cafeteiras: qual o ideal para você?

Liquidificador é o mais versátil entre as opções

liquidificador é sem dúvidas o equipamento mais popular entre os três da lista. Com maior tempo de mercado e maior opção de preços, o liquidificador se demonstra como um utensílio versátil para as tarefas do dia-a-dia.

Um exemplo disso é em relação aos sucos e batidas, que podem ser preparados em segundos por um liquidificador. Além disso, receitas mais elaboradas como sopas, molhos e panquecas ganham uma espessura e cremosidade ideais para o restante do preparo.

Todos estes alimentos feitos no liquidificador podem contar com até quatro velocidades das lâminas, conforme o modelo e a necessidade de liquidificar cada ingrediente. Essas características todas mostram que o liquidificador pode exercer uma variedade maior de funções, se adequando melhor as diversas tarefas.

Conteúdo, um fator que você deve levar em consideração se escolher pelo liquidificador é o copo. Aqueles feitos de plástico costumam ser mais baratos e ter maior duração, mas por vezes ficam com o sabor e cheiro de alimentos impregnados.

Nesse caso, uma alternativa melhor pode ser aqueles modelos com copo de vidro, que são mais fáceis de fazer a limpeza, apesar do risco de quebra-los.

Mixer oferece mais praticidade

Se por um lado o liquidificador oferece versatilidade para executar as mais diversas tarefas em uma cozinha moderna, o mixer é sem dúvidas um equipamento prático e fácil de usar na sua rotina.

Com um formato meio híbrido, lembrando em alguns momentos uma batedeira, o mixer é usado manualmente por quem está preparando aquele molho na panela e quer melhorar a textura sem tirar os ingredientes da panela. 

Já quem é apaixonado por sucos e vitaminas naturais, o mixer oferece a praticidade de fazer porções unitárias, sendo mais rápido de preparar a bebida e sujando menos louças, fundamental num dia a dia turbulento e agitado.

Dessa forma, o mixer se mostra mais adequado também para quem mora sozinho ou não costuma cozinhar em casa, mas quer contar com equipamentos que permitam uma receita mais elaborada em momentos especiais na cozinha. 

De modo geral, o mixer acaba fazendo a maior parte das tarefas que um liquidificador é capaz de fazer, mas em quantidades menores e com a vantagem de poder ser usado sem um copo. No entanto, não é indicado que você use o mixer para triturar alimentos mais sólidos, até mesmo pela questão de ser voltado para alimentos mais pastosos e líquidos.

Na relação de preços entre os dois produtos, podemos encontrar uma boa variedade, conforme a potência e marca de cada um dos modelos.

Processador é ideal para receitas especiais

Dentre estas três opções de produtos e equipamentos para a sua cozinha, talvez o processador seja aquele que execute as tarefas mais diferentes em relação aos outros dois utensílios.

Se o liquidificador e o mixer são ideias para triturar, liquidificar e preparar bebidas e massas liquidas, o processador oferece a possibilidade de fazer outras tarefas, como ralar queijos, moer carne e fatiar legumes, por exemplo.

Com lâminas que giram no sentido horizontal, o processador é interessante para fazer aquele prato mais elaborado e vistoso, como no caso de um Hambúrguer, onde você pode processar a carne para fazer o blend, cortar a cebola em rodelas e fatiar o tomate. Isso tudo pode ser feito em poucos minutos, bastando apenas inserir o alimento e retirá-lo para a tarefa seguinte.

Ademais, se o liquidificador e o mixer podem atuar no preparo dos alimentos enquanto eles cozinham, o processador é indicado para preparar os ingredientes antes mesmo de fazer o prato. No caso do molho, que citamos tanto no uso do liquidificador quanto do mixer, o processador pode transformar a cebola em uma pasta, por exemplo, deixando o preparo da refeição ainda mais rápido. 

Qual é a melhor escolha para a sua cozinha

Pois bem, ao longo deste artigo podemos perceber que o mixer, liquidificador e processador são acessórios que podem se complementar na cozinha, pela versatilidade, praticidade e resistência de cada um dos utensílios.

No entanto, não há dúvidas que cada um destes eletrodomésticos se encaixam melhor em determinadas rotinas e necessidades do usuário. Sendo assim, para que possa definir qual é o melhor equipamento para ter na sua cozinha, leve em conta alguns fatores nesse sentido.

Por exemplo, se você é daqueles que vive fora de casa e tem interesse apenas em algo que facilite suas refeições em casa, o mixer pode ser mais interessante. 

No entanto, se o desejo é de contar com um item versátil e que possa atender todas as necessidades da família, preparar alimentos para os seus filhos sem perder muito tempo, a opção correta é o liquidificador. Este poderá executar as mesmas tarefas de um Mixer e com a vantagem de poder fazer em maiores quantidades.

Mas se você já está num estágio avançado na cozinha e quer aperfeiçoar ainda mais seus pratos, impressionar a familia e amigos, o processador tem potência para triturar e processar todos os alimentos em pouquíssimo tempo, oferecendo um bom desempenho.

Por fim, se você não tem nenhum destes equipamentos e está na dúvida de qual comprar, a minha recomendação é que escolha o liquidificador. Este é bastante útil em diversos momentos do seu dia a dia, possui um valor consideravelmente acessível e com certeza vai durar muitos anos, desde que você tome todos os cuidados de limpeza e conservação dos equipamentos.

Sobre o autor

Anderson Huber

Jornalista formado pela Unisinos, possuo trajetória profissional como assessor de comunicação, redator e social mídia.

Ver todos os artigos