É bem comum estar começando na música, e nesse caso, na bateria, e se deparar com a grande dúvida: bateria acústica ou eletrônica? Tem diferença? Quais? Quais as melhores para iniciantes? Antes de partirmos para as perguntas, tenha em mente que cada uma delas tem suas próprias características sonoras, funcionalidades, além de se adaptar melhor para uma finalidade.

Bateria eletrônica

Sonoridade acústica X eletrônica

Um dúvida comum é se as duas baterias produzem sons diferentes, e como potência sonora, não há um som um mais potente que o outro, ou seja, ambos podem alcançar a mesma potência se forem amplificados. A diferença aqui é que a sonoridade da bateria acústica é natural, enquanto a eletrônica simula um som.

Outra dúvida é se a sensibilidade da bateria acústica é melhor, e quanto a isso, ambas são semelhantes. A bateria eletrônica – dependendo do modelo e nível – pode produzir sons bem próximos a de uma bateria acústica top de linha, chegando a ser superior a uma bateria acústica intermediária, por exemplo.

Bateria eletrônica

A bateria eletrônica pode emular e reproduzir inúmeros efeitos sonoros com um mesmo conjunto de tambores, ou seja, ela acaba sendo mais versátil. Ela também permite saída de fones de ouvido e saídas de linha – o som é gerado e disparado para os dispositivos que o reproduzem, e isso é excelente para quem não tem como fazer isolamento acústico do ambiente ou mesmo more em apartamento, por exemplo. Além disso é possível conectar equipamentos de áudio já que o som gerado é projetado para dispositivos que o reproduzem.

Mobilidade e espaço

Essa é uma parte super importante: o espaço onde colocará a bateria. A bateria acústica é ótima se for colocá-la em um estúdio ou se o espaço puder receber isolamento de som.

O espaço é pequeno? Então considere a bateria eletrônica – existem modelos compactos e fáceis de desmontar. Porém, hoje estão fabricando baterias acústicas menores pensadas para ambientes assim, então será uma questão de avaliar as suas necessidades.

Você precisará fazer gravações? Se forem feitas em um grande estúdio, a bateria acústica será suficiente. Vai gravar em casa? Em ambientes sem acústica apropriada, a opção de manipular a sonoridade da bateria eletrônica facilitará demais a sua vida.

Bateria eletrônica

O que observar antes de comprar a bateria?

Antes de fazer sua compra, alguns detalhes devem ser observados. Veja a seguir:

Latência

A latência é o período de tempo entre a percussão do bumbo, caixa ou pratos até que você escute o som. Na bateria acústica é instantâneo, mas na eletrônica pode ter um pequeno atraso por conta da geração digital do som, porém a maior parte dos modelos recentes consegue solucionar este problema.

Módulo

Dependendo dele, você poderá ter mais ou menos sons, assim como diferentes tipos de ritmos. Aqui também entrará a edição da música e a conexão a outros dispositivos eletrônicos.

Pads

Observe a quantidade e o tamanho de pads – quanto mais pads, maior será a variação de sons possíveis da bateria. Quanto maior a quantidade de discos, maior será o nível de dificuldade em tocar a bateria também.

Materiais utilizados

O material utilizado na fabricação – especialmente dos pads – influenciarão no resultado final do som. Dentre eles:

  • Pele em malha: se aproxima da bateria acústica.
  • Silicone: tem qualidade intermediária entre a borracha e a malha de pele.
  • Borracha: é o mais encontrado, mas menos eficiente quando se quer realismo.

Nível de experiência

Alguns modelos são feitos para iniciantes, com módulos que incluem um modo de treinamento e ritmos básicos. Outras já são mais profissionais, permitindo aprofundar melhor nos estilos de cada gênero.

Bons bateristas devem estar por dentro das melhores marcas do mercado:

  • Pearl: usada por Chad Smith (Red Hot Chili Peppers) e Joey Jordison (Slipknot);
  • Ludwig: usada por John Bonham (Led Zeppelin) e Tre Cool (Green Day);
  • DW: usada por Dave Grohl (Nirvana) e Neil Peart (Rush);
  • Yamaha: usada por Matt Cameron (Pearl Jam) e André Ceccarelli.

Vamos à lista das melhores do mercado:

Bateria Eletrônica – Alesis Nitro Mesh

Uma das mais famosas do mercado, a bateria eletrônica Alesis Nitro Mesh tem um som poderoso, com excelente sensibilidade e durabilidade. Seu kit é compacto e fácil para transportar. Com peles em pele mesh, possui um rebote realista. Com o fone de ouvido você poderá tocar sem atrapalhar os vizinhos.

Bateria Eletrônica c/123 Timbres – Behringer

A bateria Behringer possui 10 presets de fábrica e mais 5 programáveis. Ela é fácil de montar e transportar. Vem com entrada de áudio para tocar com seus dispositivos eletrônicos e possui uma resposta natural e dinâmica.

Bateria Eletrônica c/123 Timbres – Behringer

Bateria Eletrônica – Alesis Turbo Mesh

Compacta e com um bonito design, a bateria Turbo Mesh é bem fácil de transportar. Ela possui conexão USB /midi para conectar com outros dispositivos, sendo indicada para iniciantes e profissionais. Vem com pads de mesh dinâmicos e confortáveis, tendo ótima pegada e resposta natural.

Bateria Acústica – Maple Legend

A bateria acústica da Legend vem com 6 camadas de madeira para cada tambor – a caixa é fabricada em chumbo. Os pés do bumbo podem ser ajustados (são feitos em chumbo telescópico). O pedal do bumbo é feito em alumínio fundido – tem corrente dupla e a base é de metal. Os tambores foram fabricados em WTCS (sistema de madeira termo-endurecível com cobertura).

Bateria Acústica – Maple Legend

Bateria Acústica – Michael Classic Pro

A bateria acústica Michael Classic Pro vem com bumbo de 20 polegadas, possuindo timbre explosivo e alto desempenho – seja para palcos ou estúdios. Vem tons e surdo com 12 afinações, bumbo e caixa de madeira com 16 afinações, além de automático do tipo trava. A máquina de chimbal acompanha controle de tensão; o pedal do bumbo vem com polia e correntes duplas. Ela também possui sistema de Tom Holder com memórias e esfera injetada.

Deu para ver que a bateria eletrônica muda bastante da acústica, ou seja, é preciso analisar bem as características de cada uma antes de fazer a sua compra, considerando seu nível de experiência e, principalmente, seu espaço para acomodá-la. Veja com calma e faça uma boa escolha! Qual foi o seu modelo favorito?