Conheça o novo notebook da Dell XPS 13

Conheça o novo notebook da Dell XPS 13

Sunday, August 2, 2020, 05:53 PM
Compartilhe com seus amigos! Obrigado por compartilhar!

O XPS 13 é o tipo de notebook que muita gente gosta: pequeno, com bastante bateria e que serve para o dia a dia do trabalho não tão pesado assim.


É importante sempre ressaltar que esses notebooks pequenos não prezam pelo desempenho, e sim pela qualidade de seu multimídia, pela sua bateria, pelas suas funcionalidades gerais e, claro, um pouco pelo desempenho sim.


Vamos conhecer ele melhor?


Estrutura


Vamos falar sobre a construção desse equipamento, que é o seu grande diferencial.


O XPS 13 já ganhou alguns prêmios, por conta de seu design, e o foco dele continua sendo trazer material premium. Então você tem a parte de fora toda mais metalizada, e a parte de dentro conta com fibra de carbono, que ajuda você a não deixar muitas “gorduras de mão”, tanto na parte que você encosta com o pulso, quanto no teclado. Isso é importante para que, com um mês de uso, ele ainda pareça saído da caixa.


Como todo o resto do mercado, a empresa também focou em diminuir e aumentar medidas.

Primeiro, ela diminuiu as bordas da tela, então é uma tela que está com bem pouca borda e que está muito parecida com o ZenBook, S740 e tudo mais.

Eles também conseguiram arrumar a câmera, que antes era embaixo. Agora, ela está lá em cima e com o buraco um pouquinho menor. 


Nós temos também um trackpad um pouco maior. Quando comparado com outros modelos de notebook pequenos Windows, essa é uma das melhores interações de trackpad.



O teclado desse modelo tem um pouco mais de movimentação do que o MacBook (era antigo), mas a resposta é um pouco mais devagar. Ou seja, seu acabamento pode ser um pouco melhor que o desses modelos, mas não necessariamente essas características entregarão um melhor desempenho. Ele também é apenas internacional. O S740, por exemplo, já vem com a ABNT2, então é muito mais fácil fazer um cê cedilha, um acento e afins.


Em acabamento ele está muito bom, está realmente melhor, o trackpad está melhor, o teclado é legal, mas não é excelente e a tela também está com um pouco menos de bordas.


As entradas do computador diminuíram, mas o mais importante é que as duas entradas disponíveis são Thunderbolt, as duas aceitam que você carregue por elas. Isso é um avanço legal, comparado com os outros concorrentes Windows. No S740, por exemplo, o USBC vem dando problemas e não serve para carregamento, algo que é sempre muito buscado nos notebooks.


Uma outra entrada que é possível encontrar é para cartão micro SD, que é uma entrada um pouco estranha. Outra coisa interessante sobre o novo notebook é que ele vem com um adaptador de USBc para HDMI. Ter o micro SD e o HDMI pode ser legal. E o carregador do XPS 13, ele é de 45 watts, sendo pequeno.


Outro ponto importante desse equipamento é justamente a sua bateria versus o seu processador. Nós temos uma bateria de 52 watts/hora que, com o modelo de Full HD, deve durar umas 18 horas. Já com o 4k, deve durar em torno de 12 horas, segundo a própria Dell.

Isso nos dá um desempenho um pouco superior que o do S740, que tem uma placa de vídeo dedicada, a MX250, então você vai ter uma troca, tanto da tela 4k diminuir a bateria, como da falta da MX250 ajudar ele a não gastar tanto assim. Então esse modelo provavelmente tem mais bateria do que o S740, mas menos desempenho, por falta da placa de vídeo dedicada. De novo, são trocas.


Falando de som, os alto falantes dele ficam na parte de baixo. Se você estiver utilizando o seu notebook em uma mesa, apontar a tela para baixo ajuda. Nesse cenário, ele fica com um áudio muito legal. É um som mais alto do que o do MacBook Air e do S740, mas não possui tantos graves, e seus graves não são tão bem definidos. A escolha foi deixar o som mais agudo para ficar mais alto. É uma qualidade bem legal de som, e os concorrentes não estão fazendo muito melhor ou muito pior, é só uma escolha, o que é bom.


Valores


O modelo mais barato, em média R$9.000, possui tela Full HD, enquanto o modelo mais caro, cerca de R$11.500, vem com uma tela 4k e touch.


Ter touch em um aparelho pequeno pode ser uma vantagem, pois ele facilita um pouco o dia para quem está acostumado, por exemplo, a usar o iPad Pro. Mas o preço a ser pago por essas diferenças, trocadilhos à parte, é grande. Isso porque o 4k diminuirá a bateria, um dos pontos que são mais importantes na hora da escolha de um notebook.


Sabendo disso, é legal ter touchscreen, mas não é essencial. A tela desse equipamento é muito bonita, eles prometem 100% do espectro RGB. O modelo 4k tem 500 nits de brilho, enquanto o Full HD tem um pouco menos, contando com 400 nits.

Quando colocado lado a lado com um MacBook Air, com o S740 e com o ZenBook 14, 500 nits é um número superior, 400 nits é um número muito parecido.

No geral, parece que, de qualquer forma, esse aparelho se sobressai um pouquinho mais do que os outros modelos, mas de novo, a classificação deles está muito parecida, pois o mercado de notebooks está se consolidando.


Uma coisa interessante é o fato dele ter leitor de digitais. Isso facilita para colocar senha, facilita para iniciar, etc. É um leitor de digitais um pouquinho mais largo, não dando problemas e funcionando muito bem.


O modelo mais caro também tem reconhecimento facial, que funciona muito bem. É possível cadastrar o seu rosto, além de digitais, tanto suas quanto de outras pessoas, para acessar o notebook.


Desempenho



Esse é um notebook pequeno, sendo uma das menores opções do mercado atual. Ele está utilizando a nova plataforma de 10 nanômetros da Intel.


Então ele tem desde um 1035 G1 até um 1065 G7, que são as duas opções que você encontra.


  • O modelo mais barato tem o 1035 G1, que é mais ou menos 20 a 25% pior do que o modelo i7 que muitas pessoas gostam bastante, porque a CPU também melhora bastante.


  • O modelo mais caro possui o 1065 G7 e, comparado com o S740, ele tem o desempenho um pouquinho pior porque ele corta um pouco antes o tanto de gigahertz que o processador está utilizando, até porque ele esquenta também mais rápido. Ele fica um pouco mais quente na área central do teclado e vai perdendo desempenho.Não chega a ser um ponto negativo esse desempenho um pouquinho pior, porque ele também é um notebook bem menor e que tem que se esforçar muito mais para ser refrigerado e se manter, claro, silencioso.Ele tem uma diferença de desempenho ligado na tomada e fora da tomada.


Então também é importante você mexer em quanto você quer utilizar para também não afetar a bateria.

A crítica também tem comentado muito sobre um software que é o Wifi Killer, que vai gerenciar as suas conexões na hora que você estiver jogando e que realmente ajuda esse notebook a manter bons níveis de download e upload.


Gostou da novidade? Conta aqui pra gente nas nossas redes sociais https://www.facebook.com/vigiadepreco!